Pular para o conteúdo principal

TECNOLOGIA DA RELIGIÃO - A MARCA DA BESTA AVANÇA...



A cada dia que passa vemos novas tecnologias desenvolvidas e utilidades criadas para chips cada vez menores facilitarem as vidas das pessoas.
Mas para os que entendem a agenda dos últimos dias, como creio ser o seu caso, já está claro que esse chip, ou alguma evolução tecnológica semelhante associada a ele, dará suporte para que a profecia da “marca da besta” se cumpra. Esse chip e essa tecnologia afetarão a vida financeira das pessoas, quanto a suas necessidades básicas de comprar ou vender qualquer coisa para sua subsistência.  
No post de hoje quero levar você a saber, ou se já sabe a refletir sobre os efeitos de uma nova tecnologia que vem emergindo nos últimos tempos, para que essa marca, ou esse chip, permita sua associação também a uma atividade religiosa. Ou de adoração. De culto. Culto a um falso “deus”.

Antes, vamos ao texto bíblico que nos apresenta “a marca”, que é Apocalipse 13. A partir do verso 11, João nos apresenta a segunda besta, o denominado “falso profeta”. Ele será responsável por conduzir a humanidade à adoração da primeira besta, o “anticristo”, revelado no mesmo capítulo a partir do verso 1. Vamos ler o texto da segunda besta:

Apocalipse 13:11-18
Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão. Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens. Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu; e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta. A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.

Sei que há irmãos que pensam diferente, mas eu creio que o anticristo - a primeira besta - como uma imitação do que aconteceu com nosso Senhor, sofrerá um atentado, ou algo assim. Uma “ferida de morte”, será “ferido à espada”. E vai “ressuscitar”, ou “sobreviver" de maneira espantosa! E esse evento fará com que sejam criadas imagens obrigatórias dele, para sua adoração.

[Eu particularmente creio isso acontecerá em lugares públicos, onde haverá imagens (holográficas?) gigantescas após esse evento, as quais “ganharão fôlego” para que falem, em milhares de eventos simultâneos ao redor do mundo. Talvez em estádios, parques, lugares para grandes multidões. Cada um, em seu país, ouvirá ao mesmo tempo a fala da primeira besta em “seu próprio idioma”. Tradução simultânea tecnológica. E pelo "testemunho" de sua espantosa "ressurreição", passará a ser considerado e adorado como um “deus”! Essa é apenas minha opinião, minha viagem. Não é literalmente bíblico, mas não contraria nada. E creio que há algum fundamento no que creio. Minha opinião, apenas...]

Como lemos no texto bíblico, essa imagem será associada à determinação de que ninguém possa comprar ou vender se não receber essa marca na testa e na mão direita! Ou seja, é necessário que em algum momento uma tecnologia crie condições para que atividades “religiosas” possam ser associadas a atividades “econômicas”, para que seja possível o controle da religiosidade pessoal como questão de sobrevivência.
Afinal, sem comprar ou vender, ninguém conseguirá sobreviver. Percebe?
Tenho acompanhado há alguns anos a evolução tecnológica alcançar o campo da religião, inserindo os objetos de fé na evolução tecnológica do chip. Ou do que possa sucedê-lo. Escrevi sobre essa adoração vinculada em fevereiro de 2011, no post "Admirável Mundo Novo". Leia para entender melhor o que creio, e tire as suas próprias conclusões.
Claro está pelo texto bíblico abaixo, que agradarão a Deus apenas quem vencer a besta, sua imagem e o “número do seu nome” estarão cantando o cântico do Cordeiro composto por Moisés diante do Senhor! A vitória que agrada a Deus significa rejeitar essa marca de qualquer maneira. Mas a forma de conquista dessa vitória seguramente significará estar pronto a morrer por suas convicções, rejeitando definitivamente a marca da besta, e sua adoração. Essa convicção virá exclusivamente pela fé inabalável em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, e pelo Seu poder!

Apocalipse 15:2-4
Vi como que um mar de vidro, mesclado de fogo, e os vencedores da besta, da sua imagem e do número do seu nome, que se achavam em pé no mar de vidro, tendo harpas de Deus; e entoavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as tuas obras, Senhor Deus, Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações! Quem não temerá e não glorificará o teu nome, ó Senhor? Pois só tu és santo; por isso, todas as nações virão e adorarão diante de ti, porque os teus atos de justiça se fizeram manifestos.

Por que volto a esse assunto hoje?
Porque ontem recebi de uma amiga querida e atenta ao cenário dos últimos dias, uma notícia sobre uma tecnologia para objetos sagrados do catolicismo, que oferece ajuda digital para suas práticas e preces. Trata-se de mais uma iniciativa entre tantas que há em curso, que visam criar mais envolvimento tecnológico com a fé! Leia a matéria “Vaticano lança rosário digital ativado com o sinal da cruz”. Essa tecnologia caminha na esteira de inserções nas religiões como as desenvolvidas para os budistas, publicadas no ano passado. Leia a matéria.
Isso me dá a convicção que já está em curso avançado um movimento para que todas religiões que fazem uso de objetos sagrados, sejam convidadas a incluir a tecnologia em sua vida de fé. E não há nada de errado nisso. Não estou falando contra essas religiões nem suas práticas de crença, e muito menos com relação às empresas criadoras dos aplicativos, nem contra a tecnologia.
Meu ponto é que, mais uma vez, boas ideias, boas intenções, pessoas dotadas de inteligência e sabedoria, mesmo sem saber, estão desenvolvendo tecnologias que podem ser utilizadas de maneira diferente da projetada. Creio que em um futuro próximo, diversas delas serão usurpadas pelo “sistema que virá”, “e que já chegou”, para estabelecer definitivamente o que a Bíblia disse que vai acontecer, como lemos nos textos bíblicos acima. Sim, a tecnologia já está pronta, e as pessoas farão uso dela. Ficarão cada vez mais “acostumadas” com todas as facilidades que são oferecidas, como percebemos que já ocorre em diversas áreas da vida diária.
Barreiras religiosas conservadoras serão quebradas, e as pessoas vão se habituar a usar o que nunca pensaram que faria parte de suas vidas. Claro que muitos se levantarão contra os “modernismos”, mas creio que serão lentamente confrontados e convencidos a mudar de ideia. Aceitarão e se calarão, ou serão “afastados”, porque tudo o que converge para o que virá, que segundo a Bíblia, será estabelecido!
A futura marca obrigatória associará uma nova religião única com a vida financeira em um documento único de identificação pessoal internacional. 
Ninguém poderá rejeitar seu uso, sob pena de ser preso, morto, ou ser obrigado a tentar sobreviver na clandestinidade em lugares remotos do planeta sem poder comprar nem vender nada.
Na verdade, aceitar essa marca, para a maioria das pessoas, será o melhor dos mundos! Afinal, será uma honra receber essa marca e fazer parte do maravilhoso sistema do "deus" que virá, que ressuscitou "a besta", e pode oferecer tudo do bom e do melhor para todos!
O único detalhe, é que há uma exigência que já vimos ser registrada na própria Bíblia, como uma proposta feita ao Senhor Jesus: "Tudo isso te darei, se prostrado me adorares..." (Mateus 4:9)
Bem meu querido, minha querida, não adianta “orar contra” o que a Bíblia disse que vai acontecer. O que precisamos fazer é perceber que o que a Palavra de Deus prediz já está chegando.
Precisamos estar atentos a tantos sinais que já estão aparecendo com clareza cada dia maior no “horizonte profético”, diante de nossos olhos... Você não consegue ver?
Veja os sinais!  
Deus abençoe!

Haroldo Maranhão
#apocalipseem2010

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O AMOR DE MUITOS ESFRIARÁ...

Uma das marcas mais tristes que podemos identificar nos últimos dias, está contida nas palavras de Jesus em Mateus 24, quando Ele declara expressamente:

12 E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos. 13 Aquele, porém que perseverar até o fim, esse será salvo. 14 E será pregado este Evangelho do Reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então virá o fim.

Veja pelo contexto que Sua declaração acerca do amor esfriar fala especificamente aos que creem. Não podemos esfriar se não estivemos quentes antes.
É óbvio que podemos ver o amor esfriando no mundo ao nosso redor também, mas, como Ele estava falando com discípulos, e, Ele fala claramente sobre a perseverança para salvação, fica claro que Ele esta falando sobre os que creem, ou seja, nós!
E como cumprimento de Suas palavras, cada vez mais, ao longo dos nossos dias, percebemos cristãos fraquejando em seus posicionamentos de fé.
Em primeiro lugar por que, para muitos, a mensagem da salvação pe…

A "RESSURREIÇÃO" DA FÊNIX...

E a Fênix/Lúcifer apareceu...
No final dos jogos, quando perto do seu momento mais importante, lá estava ela.
Travestida de águia, o que confunde a muitos, tendo em vista, principalmente, o cenário norte americano...
Mas também, como objetivo maior dos ocultistas ao redor do mundo.
Confundir a maioria... a plena luz do dia.
Já não há uma Águia presente, em muitos momentos, quando símbolos importantes dos EUA aparecem, mas, sim, a Fênix.
E nos Jogos Olímpicos, também, ela se fez presente.
Você viu a imagem?

Recebi esta manhã um arquivo com esta montagem de um amigo meu:

Como você pode ver, já temos aqui toda a combinação das imagens, misturando a aparição da Fênix com os demais símbolos e associações ocultistas.
Claramente auto-explicativa.
Veja ainda que esta associação aos Jogos vem desde as Olimpíadas de Berlim, que foi, claro, a de número 11:


Isso eu vi no post do excelente BLOG Open Scroll, que é um dos meus favoritos aqui do lado, e é incrível que enquanto eu estava escrevendo e…

OS PODERES DOS CÉUS SERÃO ABALADOS!

A denominada "interpretação alegórica" usada para entender o livro do Apocalipse, teve sua origem muitos anos atrás, quando, porque ainda não era tempo, poucas coisas aconteciam na vida diária que expressassem algum cumprimento do cenário profético. Israel nem mesmo havia voltado a existir enquanto nação, e então o cenário dos últimos dias não estava pronto. Seus protagonistas não podiam ainda aparecer em cena. Além disso, porque algumas das coisas escritas no livro eram incompreensíveis e até mesmo impossíveis aos olhos das pessoas que viveram dezenas ou centenas de anos atrás, é compreensível a origem e desenvolvimento desta "escola alegórica" de estudo profético. Falar naqueles dias, por exemplo, de um terremoto que muda ilhas e montes de lugar, parecia algo além da compreensão daqueles irmãos que estudavam nos tempos antigos. Se alegórico, é viável... Entretanto, para nós que hoje sabemos pela tecnologia de GPS que sim, isso é possível porque já aconteceu, est…