Pular para o conteúdo principal

A FALTA DE CHUVA E O JUÍZO QUE VIRÁ...



"Choveu!"
Tive alguma dificuldade com português na escola quando eu era garoto.
Lembro de minha mãe, ao longo de manhãs comigo, com muita paciência, repassando conjugações verbais.
Análise sintática.
Quem é o sujeito? O predicado?
Advérbio. Conjunção adversativa…
Orações.
Bem, orações já ficava mais fácil, pois, como nasci em um lar cristão, desde bebê fui levado na igreja por meus pais. Então, eu sempre pensava em orações como as que se faziam na igreja...
Até que não estava de todo errado.
Assim, aprendi a fazer orações a Deus.
Mas ai, havia a questão das orações acerca dos fenômenos da "natureza".
Chover, nevar, fazer sol, relampear, são que não tem sujeito...
Quem é o sujeito destas orações? Quem faz chover, nevar, relampear?
Segundo alguém, "não há sujeito".
Bom, não sei se algo mudou ao longo de tantos anos de meu aprendizado, mas se dizia que “choveu” era uma oração sem sujeito.
Afinal, "ninguém" chove!
Não mesmo?
Bem, aqui em São Paulo, devido a falta de chuvas, pessoas estão tornando quase que povos primitivos.
Ontem choveu, e pessoas literalmente dançaram na chuva.
Como fizeram em outras poucas chuvas que tivemos nos últimos meses.
Outras, fazem até "simpatias" por chuva.
Já outras, mais bem formadas, buscam explicações plausíveis e científicas para a falta de chuva.
Explicações que at[e existem.
Os meteorologistas se tornaram celebridades.
Mesmo que errem, ao dizer que tal dia vai chover, a simples esperança que chova, já trás alivio e expectativa.
E mesmo que não chova no dia predito, dizemos algo como… “valeu a intenção”… e ainda, “na próxima, você acerta".
A esperança se renova, e "a luta continua".
E a oração “sem sujeito” continua: "tomara que chova..."
Por que, afinal, “ações da natureza” não tem sujeito.
E é verdade.
A natureza, que é o que vemos aí fora, o mundo em seu estado natural, para quem assim vê, não tem sujeito.
Já para alguém como eu, que crê que há Um Criador, o que vejo ai fora, não é a “natureza”, que está aí, por si só, mas sim, eu vejo A Criação.
E A Criação pressupõe O Criador…
E SE você crê em Deus, nunca mais deveria dizer "natureza", mas sim, Criação!
Bem, por que eu creio que há Um Criador, O Criador, passo a considerar que não há uma falta de sujeito na oração: “precisa chover”.
No meu caso, há Um Sujeito nesta oração, o que pode fazer com que gramáticos fiquem de cabelo em pé, e se eu estivesse fazendo uma prova de gramática, me levaria a uma reprovação…
Mas sim, creio que há um sujeito nesta ação…
Que para mim, será um Sujeito conhecido, embora para muitos, seja um Sujeito oculto.
Sim, Deus está por trás das chuvas e da falta de chuvas.
Não sou eu quem digo, mas a Bíblia diz. 
Ou melhor, Ele mesmo diz isso em Sua Palavra.
Na Bíblia encontramos diversos lugares em que Deus diz que cerraria os céus por conta do pecado das nações ou da humanidade.
Por que Deus controla o ciclo das chuvas do mundo todo.
Já fez chover tanto que destruiu o mundo anterior… esqueceu?
Mas por que vivemos em uma sociedade pseudo científica, conhecemos pessoas da ciência que conseguem explicar o que está acontecendo para que não chova… mas não conseguem chegar na causa real.
E esta não será científica, não poderá ser modificada pelos homens em sua essência, nem mesmo modificada em laboratórios por que será, necessariamente, espiritual.
Para os que crêem, claro.
Sempre…
Enfim, deixe me dar um exemplo na Palavra, em que veremos que falta de chuva está associada a Juízo!
Em II Crônicas 7:13 e 14 lemos:"Se eu cerrar os céus de modo que não haja chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar a peste entre o meu povo; se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra”.
Sim, Deus retém chuvas para chamar a atenção das pessoas que precisam se voltar para Ele.
Se arrepender...
No juízo que virá, as duas testemunhas de Apocalipse, entre outras coisas, vão fechar os céus para que não chova. Por muito tempo!
Em Apocalipse 11:3-6 lemos: "Darei às minhas duas testemunhas que profetizem por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco. São estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da terra. Se alguém pretende causar- lhes dano, sai fogo da sua boca e devora os inimigos; sim, se alguém pretender causar- lhes dano, certamente, deve morrer. Elas têm autoridade para fechar o céu, para que não chova durante os dias em que profetizarem. Têm autoridade também sobre as águas, para convertê- las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem”.
Sim, secas graves são sinais do Senhor para que as pessoas se lembrem que o verbo chover tem Um Autor.
Que reina.
Que se mudar por alguns quilômetros o fluxo das chuvas, pode fazer com que em poucos anos, uma cidade aparentemente indestrutível, insubstituível, poderosa como São Paulo se torne um lugar deserto.
Abandonado…
Pela simples modificação incontrolável do circuito das chuvas…
Mas não, não creio que já seja o que vai acontecer.
Não agora.
Não, não acho que devamos fazer uma "caça as bruxas" para descobrir qual pecado foi cometido na cidade, para que Deus tenha permitido que tenhamos uma “breve amostra” do Juízo que virá…
Mas sim, creio que devemos prestar atenção no que está acontecendo.
Devemos entender que O Senhor reina!
Que a “natureza” não existe…
Que há uma Criação!
Gerada por Um Criador. Na verdade, pelo Único Criador!
Que reina. Que faz chover, Que governa sobre todo o sistema que nos envolve. O ecossistema.
Por que o criou. Sabe como funciona.
Que Se revela pela Criação.
Que Se revela em Sua Palavra.
E que, principalmente, Se revela em Jesus, O Cristo.
Que breve virá.
Mas antes de Sua volta, haverá O Juízo.
Tempo em que a falta de chuva será o de menos...
E Ele está avisando através de muitos e muitos sinais.
Claros!
Que Deus abençoe sua vida com revelação para observar o que está acontecendo a nossa volta.
Para estar preparado para encontrar com Jesus.
Aqui tenho sempre demonstrado coisas que acontecem ao redor do mundo…
Hoje, e nestes dias, vemos algo que acontece logo aqui, na nossa esquina…
Você não consegue ver?

Veja os sinais…

SHALOM!

Haroldo Maranhão

Comentários

  1. Interessante como podemos ver a ação de Deus em se tratando de avisos bem na porta de nossas casas , a algum tempo atras seria preciso ser um estudante de profecias para entender os tempos , hoje basta enxergar e ouvir, pois está tudo ai pra quem quiser saber , que o Senhor tenha misericórdia de nós.

    ResponderExcluir
  2. São tantos os sinais que não precisamos nem nos esforçar pra encontrar algum, pois os próprios sinais vem até nós, só não vê quem não quer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Altamir. Jesus falou diversas vezes nos evangelhos e em todas as cartas às igrejas em Apocalipse 2 e 3... Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!
      Deus abençoe!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O AMOR DE MUITOS ESFRIARÁ...

Uma das marcas mais tristes que podemos identificar nos últimos dias, está contida nas palavras de Jesus em Mateus 24, quando Ele declara expressamente:

12 E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos. 13 Aquele, porém que perseverar até o fim, esse será salvo. 14 E será pregado este Evangelho do Reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então virá o fim.

Veja pelo contexto que Sua declaração acerca do amor esfriar fala especificamente aos que creem. Não podemos esfriar se não estivemos quentes antes.
É óbvio que podemos ver o amor esfriando no mundo ao nosso redor também, mas, como Ele estava falando com discípulos, e, Ele fala claramente sobre a perseverança para salvação, fica claro que Ele esta falando sobre os que creem, ou seja, nós!
E como cumprimento de Suas palavras, cada vez mais, ao longo dos nossos dias, percebemos cristãos fraquejando em seus posicionamentos de fé.
Em primeiro lugar por que, para muitos, a mensagem da salvação pe…

A "RESSURREIÇÃO" DA FÊNIX...

E a Fênix/Lúcifer apareceu...
No final dos jogos, quando perto do seu momento mais importante, lá estava ela.
Travestida de águia, o que confunde a muitos, tendo em vista, principalmente, o cenário norte americano...
Mas também, como objetivo maior dos ocultistas ao redor do mundo.
Confundir a maioria... a plena luz do dia.
Já não há uma Águia presente, em muitos momentos, quando símbolos importantes dos EUA aparecem, mas, sim, a Fênix.
E nos Jogos Olímpicos, também, ela se fez presente.
Você viu a imagem?

Recebi esta manhã um arquivo com esta montagem de um amigo meu:

Como você pode ver, já temos aqui toda a combinação das imagens, misturando a aparição da Fênix com os demais símbolos e associações ocultistas.
Claramente auto-explicativa.
Veja ainda que esta associação aos Jogos vem desde as Olimpíadas de Berlim, que foi, claro, a de número 11:


Isso eu vi no post do excelente BLOG Open Scroll, que é um dos meus favoritos aqui do lado, e é incrível que enquanto eu estava escrevendo e…

PASTORES QUE AMALDIÇOAM MEMBROS QUE SAEM DA IGREJA? ESSA NÃO...

Tenho lido e ouvido falar muita coisa sobre pastores que “amaldiçoam” ovelhas quando estas decidem sair do ministério, e/ou mudar da igreja local que frequentam.
Alguns dizem literalmente que “amaldiçoam”, enquanto outros dizem apenas “não abençoo”!
O que pelo menos soa melhor...
Mas sim, alguns ou muitos, cometem o absurdo ato de literalmente amaldiçoar pessoas que apenas dizem que querem sair de sua igreja, para ir congregar em outra igreja local...
Não, não estão em pecado, não, não apostataram da fé, não, não renegaram Jesus, O Cristo.
Apenas querem mudar de igreja local!
Este tema de hoje trata de uma situação que é muito estranha para fazer parte do que pensamos ser a Igreja de Jesus, O Cristo, mas acontece em nossos dias.
Tenho sido procurado e consultado por pessoas com dúvidas a respeito, acompanho as notícias do “mundo gospel”, e sei que algumas das assim chamadas “igrejas midiáticas” têm este tipo de prática.
Com tantas situações assim acontecendo em nossos dias, e por achar isso …